SP · Viagem · Vinhos

Baden Baden – Campos do Jordão

Antes do post, vocês merecem saber que eu ando com um bloqueio criativo imenso, não sei se é esgotamento pré férias, não sei se é preguiça, eu sei que ando indo em lugares legais e na hora de escrever, cadê? Ou escrevo e vejo que as fotos estão terríveis #blogueirafail 

Mas isso vai passar, as férias vão render posts lindos e é isso!

Vamos aproveitar que o friozinho finalmente chegou e vamos falar de um dos lugares mais badalados, acho essa palavra muito engraçada, badalados hahahaha, de SP no inverno, Campos do Jordão.

Eu já fiz um post sobre a cidade aqui mas da última vez que estivemos lá, podemos conhecer um pouquinho desse lugar apaixonante. A Baden Baden é icônica em Campos e fica em um lugar bem privilegiado do centro de Capivari.

Da primeira vez achei a Baden Baden cara, e desta vez também achei hahahahaha mas tava com vontade de tomar uma sopa, estava frio, ah vá!, não queríamos comer fondue e não entramos em um consenso em outro restaurante, foi rapidinho conseguir uma mesa na calçada, porque apesar de frio, ainda não estava na alta temporada, mas se você for nos próximos meses não considere essa informação, porque vai demorar bastante.

IMG-5609Escolhemos um creme de cebola e uma sopa de mandioquinha com ragu de eisbein, ambas bem servidas no pão italiano mais fresquinho e gostoso que já provei. Pedimos uma garrafa de vinho para acompanhar, ai você me pergunta: Mas Gabi, você vai em uma cervejaria e pede vinho?! E eu te respondo, MAS É CLARO! 

IMG-5607

Primeiro, cada cerveja lá custa por volta de 30 reais, isso é um pouco mais barato que a sopa, pagamos em uma garrafa de vinho 80 reais, que harmonizou muito melhor com o nosso jantar, com o ambiente e com tudo mais ❤ fora que vinho é sempre amor!

Tudo estava uma delícia, foi muito bom sentar e apreciar a noite com um bom vinho, então se a fila não estiver enorme, se você estiver disposto a gastar, é um lugar que vale muito e renderá boas lembranças do seu inverno.

Anúncios
Livros

Jantar Secreto – Raphael Montes

Eu prefiro escrever resenhas de dois ou mais livros, mas no caso da obra do Raphael Montes, eu quis dedicar um post exclusivo.

download

Primeiro que entrei em uma questão bem reflexiva, quando somos alfabetizados, os autores nacionais são praticamente unânimes na nossa infância. Qual criança não teve uma coleção de Gibis do Mauricio de Sousa? Nunca se aventurou com O Menino Maluquinho? E quando que esse interesse pela literatura nacional é perdido?

Eu tenho cerca de 350 livros no meu Kindle, desse número nem 10% é composto por autores nacionais, o que eu acho de uma tristeza profunda, por causa disso ando procurando bons livros brasileiros (e aceito sugestões!)

Há tempos o livro do Raphael me chama atenção, a capa é bem interessante e a sinopse é a seguinte, Um grupo de jovens deixa uma pequena cidade no Paraná para viver no Rio de Janeiro. Eles alugam um apartamento em Copacabana e fazem o possível para pagar a faculdade e manter vivos seus sonhos de sucesso na capital fluminense. Mas o dinheiro está curto e o aluguel está vencido. Para sair do buraco e manter o apartamento, os amigos adotam uma estratégia heterodoxa: arrecadar fundos por meio de jantares secretos, divulgados pela internet para uma clientela exclusiva da elite carioca. No cardápio: carne humana. A partir daí, eles se envolvem numa espiral de crimes, descobrem uma rede de contrabando de corpos, matadouros clandestinos, grã-finos excêntricos e levam ao limite uma índole perversa que jamais imaginaram existir em cada um deles.

Primeiro eu gostaria de fazer um alerta, não é um livro para estômagos fracos.

É um livro que me chocou e me prendeu, os relatos de preparo dos corpos, da carne e outras coisas (sem spoiler) são bem detalhados, tão bem a ponto de eu querer pular umas linhas.

Mas voltando pro primeiro contexto, uma coisa que eu acho que o autor peca é o quão clichê todos os personagens são. Isso me incomodou muito! Achei tão raso, classificar um homem obeso como gordo nerd, um gay ser promíscuo, o bonitão ser escroto e o pobre ser batalhador.  Ainda tem a Cora, uma garota de programa linda e culta. Mas apesar disso a história se desenrola bem.

Confesso que comecei a desconfiar do final na metade do livro, mas ainda sim foi uma boa surpresa. Tudo me parece bem surreal, mas não vou entrar nesse mérito, já que é uma ficção.

Se você quer sugestão de um triller nacional, recomendo O Jantar Secreto, mas saiba que você pode ter vontade de pular o jantar algumas vezes.

 

Bares · Buenos Aires · Dicas · Passeio · Restaurantes · Viagem

5 razões pra você se hospedar na Recoleta – Buenos Aires

Eu já escrevi aqui que uma das coisas mais importantes de uma viagem é escolher a região que você vai ficar. É conciliar as suas expectativas com o que o lugar pode te oferecer.

DSC01344

Em Buenos Aires há três regiões principais para hospedagem:

  • Palermo que é dividido em Hollywood, Soho e Chico, confesso que não conheço bem essa região, fomos uma vez e achei tudo moderno, bonito, o que não me atrai é por ficar longe do centro e dos pontos turísticos;
  • Puerto Madero que é uma parte apaixonante de BA, toda projetada pra você andar tranquilamente, fica pertinho do centro e o ponto negativo é que os hotéis nessa região são bem caros, mas dá para achar apartamento com preços justos no Airbnb;
  • Centro se sua viagem é curta, acho que a melhor opção é estar na parte central da cidade, dá pra usar transporte, dá pra chegar em diversos lugares a pé a única parte ruim é que durante a noite, como qualquer centro de uma cidade grande, as ruas ficam ermas e apesar de não acharmos perigoso, dá uma sensação de insegurança;

Recoleta ❤ ❤ ❤

Como eu já disse no título, vou te dar cinco razões para você se hospedar nessa região:

DSC01910

  1. Tranquilidade – Na primeira vez que estivemos na cidade, chegamos bem tarde, pegamos a chave do apartamento e resolvemos sair, isso quase duas da manhã. Levamos somente a chave e o cartão, de tanto medo que estávamos, ao sair encontramos diversas pessoas caminhando com cachorros, grupos de amigos conversando, restaurantes cheios. Fomos no pub Anglos Beer, que é pequeno ótimos petiscos e boas cervejas e fica aberto até às 3 da manhã. Ao voltamos para casa a rua continuava movimentada e isso aconteceu todas as noites que estivemos por lá.DSC01903
  2. Localização – Apesar de estar em uma região mais tranquila, a Recoleta fica bem perto do centro, coisa de 10 minutos andando, Palermo também é bem acessível e com disposição dá pra chegar até em San Telmo.
  3. Arquitetura – Ou a beleza dos prédios, muito gente acha Buenos Aires bem parecida com São Paulo, eu até concordo se a nossa cidade fosse tão bem cuidada quanto a dos hermanos. A arquitetura dos prédios é bem próxima do nosso centro velho, mas tudo bem conservado, é bem comum você está andando e parar para admirar.DSC01909
  4. Pontos Turísticos – Se você torce o nariz ao pensar em passear no cemitério da Recoleta, eu te entendo! Na primeira vez nem cogitamos em ir, mas fomos na segunda e não me arrependo, foi bem interessante. Se você não quiser ir lá, tudo bem, mas não deixe de ir no calçadão ao lado, há bares, restaurantes e heladerias deliciosas! Nos finais de semana há um feirinha ao redor que vale a pena dar uma olhada. No bairro você também encontra a Floraris Generica, que não tem nada de imperdível, mas fica em um lugar bem gostoso pra sentar na grama e aproveitar o fim de tarde.DSC01893
  5. Melhores Empanadas – Mesmo que você não se hospede no bairro, mesmo que você não queira ir nem no cemitério nem na Floraris, você tem que visitar a Recoleta para ir no Sanjuanino, você vai ver essa dica em todos os lugares do mundo, mas pode ficar tranquilo, não é pega turista, são ótimas, preço justo, ambiente típico.
  6. DSC01944

Mais: A vida noturna, a gastronomia, os mercador Chinos (que vendem de tudo, mil opções, inclusive de vinhos e são bem baratinhos) a segurança e o prazer de andar nas ruas lindas e limpas da Recoleta me fazem ter vontade de voltar pra lá infinitas vezes ❤

IMG-1032

 

Bares · Cervejas · SP

Cervejaria do Gordo – Augusta

A gente vai ficando velha e acaba ficando mais seletivo, né? Inclusive no quesito cerveja. Um dia desses estávamos esperando um restaurante abrir e pra fazer hora pensamos em parar em um bar da Augusta, há mil opções na região, mas pergunta se a gente queria beber uma Skol e uma Original?

A Cervejaria do Gordo, que fica no número 1246 ao lado do já conhecido Ibotirama,  é uma opção nova na região, há apenas cervejas e chopps artesanais. Que são produzidas em Lorena, no interior de São Paulo.

IMG-5930

Pedimos uma degustação, que vem as oito opções da casa em uns copinhos de shots por R$11,50, achei um preço justo, apesar de pequenos, dá para sentir bem o sabor de cada cerveja.

IMG-5931

Nossos escolhidos foram a Stout Rock e a Apa Silver, ambas de 350 ml por um preço médio de 18 reais. Os chopp são ótimos, a Stout é densa, com café bem presente e com ótimo aroma!

IMG-5928

 

IMG-5929

Dicas · Livros

Dois livros (quase) bons + um ótimo!

Sabe decepção literária? Eu sofro às vezes! Fico mal quando o livro começa maravilhoso e no meio do caminho desanda e isso aconteceu duas vezes seguidas na última semana.

downloadBem Atrás de Você de Lisa Gardner – Editora Gutenberg o enredo conta que após uma tragédia que o separou por oito anos de sua irmã mais nova, Sharlah, o jovem Telly ressurge como o principal suspeito de uma onda de assassinatos. Só uma pessoa é capaz de desenhar o perfil do criminoso: o hábil ex-agente do FBI Pierce Quincy, que é convocado para colaborar no caso. Mas seu envolvimento como pai adotivo de Sharlah pode obscurecer sua linha de raciocínio ou levá-lo para um emaranhado de pistas desconexas, mostrando que o caso pode ir muito além do que parece ser. O enredo parece interessante, né? Mas não me prendeu nem um pouco, há reviravoltas, nem tudo é o que parece, mas mesmo assim não achei bom o suficiente, li rápido para saber o final e pronto, já quase esqueci dele.

88214_ggA Mulher Entre Nós de Sarah Pekkanen e Greer Hendricks – Companhia das Letras, primeiro vamos a sinopse, um livro de suspense que explora as complexidades do casamento e as verdades perigosas que ignoramos em nome do amor. Aos 37 anos, a recém-divorciada Vanessa está no fundo do poço. Deprimida, morando no apartamento de sua tia, ela não tem filhos, dinheiro ou amigos verdadeiros. Ao descobrir que Richard, seu rico e carismático ex-marido, está prestes a se casar de novo, algo dentro de Vanessa se quebra. A partir de agora, sua vida irá revolver em torno de uma única obsessão: impedir esse matrimônio. Custe o que custar. Na superfície, Nellie se parece com qualquer outra jovem bela e sonhadora que veio para Manhattan começar sua tão sonhada vida adulta. Mas a personalidade tranquila que ostenta é apenas uma fachada. Em sua mente, perdura um segredo que a fez fugir de sua cidade natal e que a impede de caminhar em paz quando está sozinha. Ao conhecer Richard – bem-sucedido, protetor, o homem dos sonhos – ela finalmente começa a sentir-se segura. Ele promete protegê-la de todos os males, para o resto de sua vida. Mas, de repente, ela começa a receber ligações misteriosas. Fotografias em seu quarto são movidas de lugar. O lenço que ela planejava usar em seu casamento desaparece. Alguém está perseguindo-a, alguém quer o seu mal. Mas quem? Eu simplesmente não conseguia parar de ler esse livro. Bem na metade há uma revelação de deixar qualquer um em choque! Achei uma das melhores partes do livro e confesso que ele até segue bem, até os 85% da leitura e sabe o que acontece? TUDO o que foi prometido começa ser revelado e eu achei MUITO abaixo da expectativa criada. Eu fiquei com vontade de reescrever esse final, porque poxa! Um bom livro, personagens bem construídos e um desfecho tão raso? Foi uma decepção! Mas eu recomendo esse livro para as suas próprias conclusões.

download (1)Agora vamos falar de coisa boa? Já li alguns livros da Colleen Hoover, mas não lembro de nenhum me tocar tanto como o É Assim Que Acaba, Lily nem sempre teve uma vida fácil, mas isso nunca a impediu de trabalhar arduamente para conquistar a vida tão sonhada. Ela percorreu um longo caminho desde a infância, em uma cidadezinha no Maine: se formou em marketing, mudou para Boston e abriu a própria loja. Então, quando se sente atraída por um lindo neurocirurgião chamado Ryle Kincaid, tudo parece perfeito demais para ser verdade. Ryle é confiante, teimoso, talvez até um pouco arrogante. Ele também é sensível, brilhante e se sente atraído por Lily. Porém, sua grande aversão a relacionamentos é perturbadora. Além de estar sobrecarregada com as questões sobre seu novo relacionamento, Lily não consegue tirar Atlas Corrigan da cabeça — seu primeiro amor e a ligação com o passado que ela deixou para trás. Ele era seu protetor, alguém com quem tinha grande afinidade. Quando Atlas reaparece de repente, tudo que Lily construiu com Ryle fica em risco. Achei a história do livro arrasadora, mas também inovadora, que não tem medo de discutir temas como abuso e violência doméstica. O amor e suas decisões podem custar caro demais. O livro me tocou por ser sobre ter a força necessária para fazer as escolhas corretas nas situações mais difíceis. Você acaba sentindo uma empatia enorme pela Lily, eu me senti angustiada em diversas situações pelas escolhas dela e por esse misto de sentimentos que você acaba sentindo, achei essa leitura incrível, emocionante e profunda. Recomendo!

SP

Benjamin a Padaria

Depois de conhecermos O Mundo Pão do Oliver, criamos o hábito de tomar café da manhã lá todas as sextas. Nossos escolhidos sempre são a trança de azeitona, o croissant e a tortinha de chocolate (que é imperdível, nunca comi nada parecido na minha vida!)

IMG-5796

Se você mora em SP já deve ter passado por um Benjamin, na região da Paulista e Jardins eu já perdi a conta de quantos abriram. Se você passar por essa padaria/café moderninha, eu recomendo dar uma chance.

Todas unidades que vi/fui tem a mesma característica, são pequenas, bem decoradas, mesas coletivas altas e a melhor parte, a variedade de pães, salgados e doces. Sério, é impossível não gostar de alguma coisa, são opções para todos os gostos e vontades. Hoje, como meu horário foi diferente do meu marido, aproveitei para tomar café lá, apesar de tem mil opções, uma coisa que eu amo é pão de queijo, se for a versão mini melhor ainda! No Benjamin essa versão vem em um copão, mas não se engane ele não é 100% preenchido é só da metade pra cima, mas vem em uma ótima quantidade. Ele é crocante por fora, macio por dentro e muuuuito saboroso!

IMG-5794

Pedi um suco de laranja para acompanhar e vem em uma garrafa de meio litro, gostoso também. Não peguei nada doce, mas talvez eu tenha me arrependido já hahaha meu café da manhã saiu por 18 reais, não é barato mas senti que foram bem gastos.

0168DD82-EA89-495E-A43B-C34B8C9921A6

Maquiagem · Produtos

Bases boas para pele oleosa – Parte 2

Já fiz um post sobre bases para pele oleosa aqui do post antigo, só comprei novamente a da Mary Kay  Timewise,um tom mais claro, e ela continua sendo uma das preferidas. Gosto da textura, durabilidade e o aspecto na pele continuo achando ela um ótimo investimento. O único problema que estou tendo ultimamente é acertar a cor, usei a 4 muito tempo, mas comecei achar escura, comprei a Bege 3, mas achei o subtom rosado (o que é péssimo porque se o nome é bege, deveria passar bem longe do rosa) da próxima vez vou tentar o 2. Mas fora esse probleminha, aprovo 100%!

IMG-5714

No outro post falei sobre a Base Matte da Vult e, apesar da ótima textura, nunca gostei dela no quesito cobertura e comprei a versão Vult HD e achei perfeita! Apesar de ter o HD no nome, acho ela ótima para usar diariamente, a textura é seca na medida certa, não craquela, sabe? Dura o dia inteiro na pele e deixa um aspecto lindo! Essa é a segunda vez que compro, na primeira vez escolhi a B-10 e também achei que ela foi ficando escura e desta vez peguei a B-05 que ficou ótima!

IMG-5715

E sabe quando você precisa de algo mais produzido, uma pele 100% perfeita? A opção que eu tenho para essas ocasiões é a Base Matte Pausa Para Feminices, acompanho a Bruna Tavares desde sempre e fiquei com muita vontade de ter essa base, mas as primeiras cores olhando as resenhas achei que nenhuma ia ficar boa na minha pele, na segunda leva de lançamentos escolhi a 1,5 e achei perfeita! Como ela é vendida somente pela internet pesquisem muito para saber qual cor levar.

A textura dela é bem mais concentrada do que qualquer outra base que tive, por isso é necessário ter paciência na hora da aplicação, eu coloco uma gota (rende muito!) na mão e vou espalhando com o pincel, uso o duo fiber, quanto mais você espalha ela vai ficando melhor. A durabilidade é ótima e o acabamento dela é perfeito! Pela qualidade acho um ótimo custo benefício, uma pena vender somente pela internet.