Bares · Buenos Aires · Viagem

Buenos Aires – Um dos lugares mais bonitos para um bom drink

Eu sei que esse blog anda em um ritmo quase parando, mas pretendo mudar esse cenário nas próximas semanas, começando por um post de uma cidade que eu amo ❤

Hoje, Buenos Aires está longe de ser aquela cidade que os brasileiros iam com pouco dinheiro e compravam horrores, nossa moeda desvalorizou, a economia piorou e  atualmente os valores da capital portenha são equivalentes aos de São Paulo. Você já foi no terraço Itália só para tomar um drink? Eu não! hahaha e acho que o OAK Bar equivale a isso para os argentinos, um lugar caro e bonito.

DSC01766

Eu vi um post em algum lugar e quis conhecer, o Oak fica no hotel Palacio Duhau (Av. Alvear 1661), o acordo com o meu marido foi o seguinte, só um drink e a gente fica lá o máximo que pudermos hahahah

DSC01751

Quando chegamos ficamos bem travados, mas é só avisar que vai no bar que eles te explicam. Você passa por um corredor que é uma galeria de cair o queixo de tão linda. O bar é aconchegante, chiquéééérrimo! Eu pedi um cosmopolitan e meu marido um whisky, como de praxe em Buenos vem um amendoins para acompanhar. Ficamos na área interna por motivos de frio, mas o jardim é uma coisa de tão lindo!

DSC01741

Depois dos drinks, ficamos passeando por lá e tirando algumas fotos, como fomos na segunda-feira estava vem vazio, por isso fomos educadamente expulsos quando deus umas 23 horas. É caro? é caro, a carta de vinhos e drinks é boa e dizem que é cozinha é ótima. Vale a pena? Vale! Se eu fosse turista em SP com certeza o Terraço Itália estaria no meu roteiro.

DSC01756

Anúncios
Buenos Aires · Restaurantes · Viagem

La Cabrera – Buenos Aires

Se eu rica milionária fosse, pegaria todo um dia um avião para almoçar em Buenos Aires. Sim, sim, sim! Eu sou apaixonada pela gastronomia de lá, um misto de carnes ótimas, batatas fritas, chimichurri, pãozinho e doce de leite, como não amar?

DSC01790Vou fazer esse post com os olhos fechados e dor no coração porque as lombrigas dançam forte por aqui. O La Cabrera é um restaurante super conhecido de Palermo (tem no RJ também!) que você escolhe as carnes e os acompanhamentos são servidos à vontade. Há dois restaurantes na rua que leva o nome do lugar nos números, 5099 e 5127. A decoração é bem linda e ele é aconchegantes, o atendimento é bom como todos os lugares que fomos lá.

DSC01791Andamos muito da Recoleta até lá e quando vimos estava fechado, eu quase desmaiei antes do garçom indicar o outro local hahahaha sério, pensa em uma fome!

DSC01798Esse foi o único restaurante argentino que pedimos dois pratos, como eu já disse antes, dá pra dividir uma carne e um acompanhamento tranquilamente por lá. Mas eu já disse que estávamos com fome? Então, foi um Ojo de Bife (sério, melhor corte de carne, pedi em todos os lugares) e um Milanesa, também típico da terra dos hermanos. Antes disso pedimos empanas fritas, mas podem passar, não são tão boas.

Foi o almoço que quase não coube na mesa e quase nem coube na barriga, mas fizemos um esforço. Exageros à parte, a comida é maravilhosa, nem tem necessidade dos milhares de acompanhamentos e peça sempre um bom vinho para acompanhar.

Essa orgia gastronômica não ficou nada barato, aliás é um restaurante bem carinho, mas vale a experiência. Se vou voltar? Por mim estaria lá amanhã…

Buenos Aires · Passeio

Buenos Aires – Malba

Há quem diga que não tem muito o que fazer na cidade Argentina, eu discordo, mas caso você concorde irei te dar uma opção.

DSC01824

O Malba fica no bairro de Palermo e é um dos museus mais bonitos que eu já estive, ele é moderno, claro e bem organizado.

DSC01826

São cerca de 220 peças que compõe a exposição fixa, são artes latino-americanas do século 20, Cândido Portinari, Diego Rivera, e Frida Kahlo com seu famoso auto-retrato. Dentre os artistas brasileiros se destaca Tarsila do Amaral e sua obra Abapuru, é muito emocionante ver uma obra brasileira tão icônica assim de pertinho. Além dela, há obras de arte de Hélio Oiticica, Wanda Pimentel, Antônio Dias, Nelson Leirner, Lygia Clark e outros artistas brasileños.

DSC01854

Há também as exposições especiais, quando estivemos por lá era da Yoko Ono que inclusive já passou por São Paulo, se um dia você se deparar com essa mostra eu recomendo a visita, ela é delicada e ao mesmo tempo profunda.

A entrada custa 100 pesos e vale muito a pena!

Buenos Aires · Restaurantes · Sem categoria · Viagem

Melhores empanadas de Buenos Aires

Qualquer pessoa que vai para Buenos Aires vai indicar o Sanjuanino (Posadas 1515) para comer empanadas, eu sempre desconfio quanto muita gente indica, então fomos com um pé atrás.

DSC01927

O lugar é bem antigo, cheio, mas mesmo assim aconchegante, sabe? O cardápio é bem extenso, mas é melhor focar no carro chefe da casa, se tiver em dúvida dos sabores eu posso te falar que a de queso com cebolla é incrível assim com a carne picante!

DSC01943

Peça até enjoar e não querer ver mais empanada na sua vida, porque depois vai dar saudade!

Ah, é super baratinho e também há opções de vinhos bem em conta ( o da casa vem em uma jarra de pinguim, não é ótimo mas vale a experiência)

Buenos Aires · Restaurantes · Viagem

Dica: Três bons restaurantes em Puerto Madero – Buenos Aires

Puerto Madero é uma região de Buenos Aires que, na minha opinião, compensa ir em todos os dias da sua viagem. Um lugar ideal para almoçar, tomar um sorvete, beber uma cervejinha e jantar, ou seja, dá para visitar em qualquer horário e em qualquer dia. Fora que é uma delícia passear por la, é limpo, bonito e fica pertinho do centro da cidade.

Eu sou uma pessoa que foge de lugares “pega turistas”, por isso os três restaurantes que vou indicar não são tão conhecidos, porém não decepcionam e são mais frequentados pelos argentinos do que por brasileiros.

Minha primeira indicação é o Happening (Av. Alicia Moreau de Justo 310), um dos restaurantes mais bonitos da cidade, apesar de não ser muito barato dá para compartir as carnes se pedir algum acompanhamento, o Ojo de Bife com papas fritas, que é excelente!

DSC01492

Em todos restaurantes portenhos há o famoso cubierto que é a cobrança da taxa de mesa, essa taxa vem geralmente em forma de uma cesta de pães com chimichurri e patês, de alguns restaurante os pães são péssimos, mas no Happening é uma delícia. Para quem vai passar o final de semana em Buenos Aires e  deve chegar  tarde na sexta-feira, esse restaurante é uma opção já ele fecha às 3 da manhã. Na última vez que estivemos lá que chegamos quase duas da manhã e fomos muito bem atendidos. Resumindo:  É caro, mas é um dos melhores restaurantes de BA, vale a pena cada peso gasto!

Se você estiver cansado de comer carnes maravilhosas (não foi nosso caso) o Jonny B. Good (Av. Alicia Moreau de Justo 740) é uma opção. Não fomos almoçar, estávamos cansados do free walking tour , ainda era cedo para jantar e estávamos com vontade de beliscar algo. A decoração do restaurante é algo impressionante, é uma casa americana dedicada ao rock, sério é muito legal!

DSC01465

Há promoções de chopp e as porções são grandes e com um bom preço, se pretende jantar chegue cedo porque da segunda vez que fomos percebemos que estava lotado e com uma longa lista de espera.

DSC01469

Por último, o Villegas (Av. Alicia Moreau de Justo 1050) ele também é bonito, também é gostoso, porém não tanto quanto o Happening, mas e o custo benefício dele é muito bom!

DSC01725

Mesmo esquema, a carne dá para dividir, o cubierto também era ótimo, e ele é mais tranquilo, geralmente não está tão cheio quanto os outros e é a típica carne argentina.

DSC01730

Espero que gostem! Sobre os valores achei melhor não colocar porque, infelizmente a economia da Argentina é bem instável e a nossa moeda está cada vez mais desvalorizada no país dos hermanos. Todos esses lugares que indiquei aceitam cartões e no Happening também aceita real como forma de pagamento.

 

Buenos Aires · Viagem

Como é voar na classe econômica da Turkish Airlines

Para o feriado do dia do trabalho pegamos uma promoção ótima da Turkish para Buenos Aires. O voo vem de Istambul e faz escala em SP, por isso os valores podem ser bem atrativos, bom ficar de olho! Compramos pelo Decolar, no site da companhia era praticamente o mesmo valor, então no Decolar valeu a pena porque pode dividir.

IMG-0900

Na ida nosso voo atrasou cerca de duas horas e teve overbooking (!) mas isso não foi nenhum problema, a companhia estava oferecendo 200 euros e hospedagem para quem mudasse a passagem para o domingo, certeza que se eu tivesse de férias aceitaria essa proposta lindamente, mas como era apenas um feriado, fazer o que?

IMG-0902

O problema do overbooking foi solucionado rapidamente. O trajeto da viagem foi Guarulhos Ezeiza. O avião era bem grande, ficamos na segunda fileira da classe econômica, o espaço entre os bancos era apertado. Porém o entretenimento do voo era maravilhoso, filmes novos e opção de músicas. É servido apenas uma lanche e bebidas durante a viagem, e sinceramente não vale a pena engordar por um lanche de pão duro, queijo e pimentão vermelho.

IMG-1029

A volta foi em uma aeronave mais nova e maior, o monitor tinha qualidade mil vezes superior ao do voo da ida. Também havia a parte “ao vivo” do voo, com o mapa em tempo real e câmera fora da aeronave, amei isso! O lanche continuou péssimo, mas o espaço para as pernas aumentou consideravelmente comparando com a ida.

Vi dois filmes bem novos La La Land e Lion, a qualidade da imagem e som eram perfeitas! Gostaria muito de voltar a viajar com a Turkish.

Buenos Aires · Viagem

Free Walking Tour – Buenos Aires

Free Walking Tour é bem comum em cidades turísticas, a ideia é simples, conhecer a cidade com um guia especializado, a pé e por um valor que você escolhe no final do tour. Quando comecei a pesquisar sobre a viagem para Buenos Aires me deparei com essa opção, mas não achei nenhum relato de algum brasileiro que tinha participado então achei importante fazer esse post.

DSC01401

Pelo site há informações do horário e do ponto de encontro para a partida. Fizemos o Tour pelo centro histórico e há também outras opções de passeio. Nos encontramos no Congresso Nacional, chegamos um minutinhos mais cedo e ficamos um pouco perdidos, mas quando o guia chegou é bem fácil localizá-lo pela roupa laranja neon. Como fomos no sábado havia duas opções uma guia que falava espanhol e outro inglês, que foi o que escolhemos. Havia umas 20 a 30 pessoas, a maioria americanos, mas acredito que até eles que são fluentes na língua inglesa tiveram dificuldades, o sotaque do guia era bem carregado então algumas frases passaram em branco pela gente, acho que se puderem optar o espanhol é realmente uma boa, já que o grupo geralmente é composto por brasileiros e deve rolar um portunhol.

O roteiro é o seguinte:

Congreso Nacional
Palacio Barolo
Av. De Mayo
Mural de Evita
Cabildo
Plaza de Mayo
Casa Rosada
Catedral
Calle Florida
Obelisco

E dura cerca de 3 horas, sim TRÊS horas ou mais, então preparem-se sapatos confortáveis, água e um lanchinho são bem vindos. Haviam crianças no carrinho e foi super tranquilo, mas para nós adultos acaba sendo cansativo.

DSC01400
O Pensador de Rodin – Uma dos oito esculturas originais do artista

O Tour é bem explicado, tem uma pegada política forte, mas a parte histórica é realmente encantadora. Os monumentos e prédios que certamente passariam batidos, ganharam valor e importância com as observações do guia. Terminamos o passeio na Casa Rosada e no final é explicado que os Guias não ganham nada, vivem apenas da “caixinha” dos turistas, eu não lembro exatamente quanto pagamos, mas acredito que foi uns 300 pesos o casal.

DSC01407
O Palácio Barolo tem diversas referências à obra Divina Comédia

Se vale a pena? Se você estiver com tempo e disposição sim, porque é longo anda-se muito, mas também aprende-se demais sobre a história Argentina. Para mim foi uma ótima experiência.

DSC01443
Casa Rosada