O melhor restaurante de Ilhabela – Viana

O AMO fazer listas de o melhor disso, o melhor daquilo, principalmente se envolver comidas hahahaha

Fiz um guia sobre Ilhabela e prometi que faria um post especial para o melhor restaurante da Ilha.

Já disse algumas vezes nesse blog que casei em Ilhabela, né? Mas nunca falei do lugar especificamente, então vamos lá. Ilhabela tem muitas muitas praias lindas e tem uma especialmente charmosa e bem pequena chamada Viana, o restaurante que leva o mesmo nome da praia fica lá.

2015-08-17 136
Essa foto tá tão bonita, mas é minha mesmo 🙂

Há um deck na areia e do outro lado da rua também fica o restaurante, que dá para jantar e tudo mais já que o da praia fecha cedo, mesmo em alta temporada. E qualquer pessoa que mora ou frequenta a Ilha que você comentar do Viana, o primeiro comentário será: “Nossa a comida de lá é maravilhosa” e é mesmo!

O Viana foi aberto há 50 anos e está na mesma família há 3 gerações. Cheguei até ele procurando lugares possíveis para fazer o casamento, não é uma prática comum do restaurante, mas ele abre raras exceções. Chegando lá pedimos a famosa Casquinha de Camarão, eu ainda estava na fase “será que eu realmente gosto de camarão?” e na primeira garfada eu tive certeza! Esqueça tudo que você já comeu de casquinhas na praia, a do Viana é imensuravelmente melhor!

O cardápio do nosso casamento foi uma coisa maravilhosa, todo mundo se esbaldou e até hoje é referência de comida boa em casamentos. No dia foi servido um risoto de polvo que é a comida favorita da vida do meu marido e o bobó de camarão ganhou meu coração! Quando estamos na Ilha é parada obrigatória. Vale saber que eles usam alimentos de pescadores locais, é tudo bem fresquinho. O atendimento é um ponto a mais, sempre atencioso e rápido.

IMG-0417 (1)

Sobre as bebidas há uma boa carta de vinhos, principalmente brancos e rosés, a cerveja é SEMPRE gelada e a caipirinha uma delícia! Não espere um valor baixo, é tudo de qualidade e o valor da conta acompanha tudo isso e vale muito a pena ❤

Guia Gastronômico do Chile

Você pode ver todos os posts sobre o Chile neste link

—————————————————————————————————————————

Antes de tudo vou falar que me decepcionei um pouco com a gastronomia chilena, talvez as altas expectativas não ajudaram. Outra coisa que você também precisa saber é: comer no Chile é caro! Sim, é comum pagar mais de 50 reais em cada prato e mesmo assim não sair 100% feliz.

Mas como a gente gosta de dicas, vou contar as minhas experiências.

Comidas Rápidas/Bares e Petiscos

El Rapido, Bandera 347, foi o primeiro contato a culinária chilena. Ele fica bem ao lado do Museu Precolombino e vende basicamente empanadas. Sabe aquelas empanadas argentinas? Então, nada a ver hahahahaha ela parece mais com o nosso pastel. O nome do restaurante não é por acaso, o atendimento realmente é ágil e eficiente. No sábado, a primeira vez que fomos, ainda tinha umas banquetas, mas nas outras duas vezes que estivemos lá durante a semana, nem isso. É pedir no balcão, pagar e tchau. Provamos diversos sabores e a minha preferida foi de Pino, que é como se fosse uma carne louca bem temperadinha uma delícia e esse vinagrete que aparece na foto é bem apimentada e eu amei! A empanada de camarão também é gostosa e a cerveja Cristal de lá é uma das melhores e mais geladas da cidade, vale a pedida. Dica: Os sucos de frutas vermelhas ou framboesas são bem famosos em Santiago e no El Rapido é uma delícia e super baratinho! Resumindo é um lugar que eu recomendo de olhos fechados, bom, barato e bem típico, é raro ver turistas por lá.

IMG-0706Radicales, Monjitas 578, ficava bem na esquina do nosso apartamento e olhando de fora você não entende muito bem do que se trata, é bar? loja? galeria? cinema? restaurante? Sim, um pouco de tudo isso com muita ironia, política e politicamente incorreto também hahaha. Recomendo lá por ser um lugar bem jovem e totalmente diferente do que estamos acostumados aqui no Brasil. Sempre tem promoções de drinks, cada dia um diferente, tem diversas opções de chopp e para comer há porções e hambúrgueres, dividimos um que era grande e bem gostoso. Sobre o chopp chileno? Nenhum é muito bom, melhor focar no pisco mesmo. O preço é ok e vale muito a visita!

Pizza Central, Monjitas 608, também ficava do lado de onde estávamos e pizza é sempre uma boa opção quando você já andou milhares de quilômetros e não quer sair pra jantar. É só passar no mercado, comprar um ótimo vinho que sairá por menos de 20 reais e pegar essa deliciosa pizza em seguida! O lugar é bem pequeno mas dá para pegar um pedaço ou alguns pedaços e comer no balcão, ou levar inteira pra casa. Vale dizer que é a maior pizza que vi na vida, a maior mesmo! Ela tem estilo americano e é muito boa, achei justo pagar cerca de 50 reais por uma pizza que durou o jantar e serviu de café da manhã. A de peperoni é muito boa e tem uns azeites aromatizados lá que são ótimos para incrementar a pizza.

IMG-2690

Patio Bellavista – Backstage Providencia, você acha que só junkie food vive o homem? Nada disso! Do bairro que estávamos, Centro/Lastarria é cerca de 10, 15 minutos de uma caminhada com uma paisagem bem bonita até o Patio Bellavista, que é como se fosse uma praça de alimentação ao céu aberto. Lá é bem gostoso, dá vontade de sentar em cada um dos restaurantes e aproveitar o raro sol da cidade. Foi exatamente por causa do sol que escolhemos o Backstage e também porque ele estava bem cheio e realmente não nos decepcionamos. Vale um adendo, um não sou fã de peixe, muito menos cru, mas esse ceviche era dos deuses, maravilhoso mesmo, então se quiser provar pelo menos um em Santiago, essa é a opção que eu tenho certeza que QUALQUER pessoa do mundo vai gostar. Pedimos mais um petisco e um vinho e o valor foi o esperado, caro mas não absurdo.

Restaurantes

BocanarizJosé Victorino Lastarria 276, se você já está pesquisando sobre a capital chilena, certamente esse restaurante já apareceu no seu radar. Amante de vinhos ou não, eu recomendo a visita, o cardápio não é muito extenso, mas a carta de vinhos é de chorar de tão linda. Nessa foto que parece que estou #chateada, estava lendo as etiquetas das taças, lá há um esquema de degustação muito bom, são sempre três vinhos com características que se completam, por exemplo, eu escolhi algo como clássicos chilenos e meu marido escolheu um de novas uvas e nessas etiquetas vem o produtor, o ano e a uva, legal, né? Sobre as comidas, só petiscamos, na primeira vez pedimos essa tábua de queijos andinos deliciosa e da segunda vez empanadas, essas sim parecem com as argentinas e são igualmente boas. Dica: peça ao garçom para visitar a adega! É uma experiência maravilhosa ❤

Galindo, Dardignac 98, pertinho do Patio Bellavista, o Galindo é uma rara opção de comida farta, boa e barata da capital chilena. Ele é sempre cheio e tem motivos para isso! Sabe aquele ambiente familiar com comida caseira? Lá é assim, eu pedi um Lomo a Lo Pobre que é um prato bem típico de lá e comum na mesa dos brasileiros, carne batata frita e ovos, veio esse prato IMENSO e delicioso, gema molinha, carne boa, amei! Meu marido pediu um salmão com purê picante que era maravilhoso e obviamente que comeu metade do meu prato também. A carta de vinhos é simples, mas com preços justos.

IMG-2722

Sur Patagónico José Victorino Lastarria 96, meu restaurante preferido de Santiago, sério! Chegamos meio tarde, quase 22h e já estava bem vazio (aliás, quem está acostumado com SP, os restaurantes chilenos fecham mais cedo) de entrada pedimos o camarão a pil pil que chega fervendo no azeite com um toque apimentado que amei. E os pratos foram um frango com molho de espinafre e batatas variadas pra mim e garrón de cordeiro com purê de feijão pro Leo, a minha escolha foi de chorar de tão boa, sério! Tudo perfeito, bem temperado, o melhor prato que comi por lá. Também pedimos esse Syrah da foto que foi uma das melhores garrafas da viagem (eu acho né? consumimos nessa viagem em média duas garrafas por dia, então muita opção né? hahaha)

Vinícolas

Como eu disse aqui almoçamos em duas vinícolas, a Concha Y Toro e a Indómita, da primeira eu nem fotos tenho de tão desmaiada de fome que eu estava hahahaha, mas meu prato era bom, carne com batatas e um molho gostoso, o salmão do meu marido estava melhor ainda, a dica lá é pedir os vinhos em taça das garrafas que você tem vontade de degustar, já que é um preço bom e ajuda a escolha na hora da compra. O restaurante é bem bonito, aconchegante e fecha com chave de ouro o passeio.

Na Indómita, meu deus do céu que lugar maravilhoso, você almoça olhando as parreiras, é lindo de doer! Meu prato, um risoto de quatro queijos maravilhoso na foto e sem gosto nenhum, sério que DECEPÇÃO! Amigos, se vocês se decepcionam com pessoas e ficam mal, isso acontece comigo quando espero muito de um prato, nossa eu queria chorar hahahaha Mas para compensar, o prato do meu marido estava divino, salmão (pra variar!) com batatas e pesto. Se eu recomendo você ir sim, muito! Vale pela vista, pelos vinhos e também porque não há nenhuma outra opção nas proximidades dessas duas vinícolas hahahah.

Vale saber: O melhor de todos esses restaurantes foi o atendimento, sério! Os chilenos são extremamente educados, atenciosos e simpáticos, por isso vale calcular pelo menos uns 10% do valor ou deixar alguma nota de gorjeta.

 

Vinícolas do Chile – Guia

Você pode ver todos os posts sobre o Chile neste link

—————————————————————————————————————————

Nós fomos em 5 vinícolas nos 11 dias que ficamos no Chile, mesmo que você não aprecie um bom vinho é um ótimo passeio. Mas quando o tempo é apertado, o que fazer? Vou separar as vinícolas e situações diversas que você pode se encaixar ao montar o seu roteiro .

Não ligo para vinhos mas faço questão de ir em pelo menos uma vinícola:

Concha y Toro

IMG-2090

Dá para ir por conta própria tem tour em português feito por brasileiro super querido. Como ela é a maior do Chile e a segunda maior do mundo rola toda uma superprodução, tipo uma Disney para adultos hahaha a explicação de toda a produção do vinho é boa, mas não espere nada muito profundo ou complexo, é o básico do básico.

IMG-2073

Pontos Positivos: Tour em português, taça de presente, bom passeio para a família (mas não com crianças muito pequenas porque a explicação do Casillero Del Diablo pode ser assustadora), três degustações de bons vinhos com preços atrativos.

Pontos Negativos: Sem conhecimentos avançados, você não vê a produção em si do vinho, é tudo meio distante como se fosse apenas uma vitrine, sabe? Lotaaaaaaaaaaado de brasileiros (é difícil ouvir o guia porque as pessoas preferem ficar fazendo um book e conversando super alto, senti muita vergonha alheia) como tem muita gente a degustação é corrida.

IMG-2064

Bônus: O restaurante deles é incrível de bom, caro mas maravilhoso, vale a pena! E os vinhos em taça tem um preço ótimo!

Humm gostei do passeio e quero ir em outra vinícola que também seja fácil de chegar, mas que seja mais tranquila:

Cousiño Macul

IMG-2144

Também é fácil de chegar (todas as dicas de trajeto eu sai caçando na internet e usamos bastante o aplicativo Moovit e dá certo! O transporte público no Chile funciona super bem só usamos uber para chegar em uma das vinícolas). Chegando lá a beleza também impressiona, é um silêncio gostoso, um lugar que dá vontade de ficar. Não tem restaurante, mas no dia que fomos tinha um food truck. O tour foi mais completo do que a Concha Y Toro. O lado histórico da vinícola é bem bacana e a degustação é feita tranquilamente no final. Tem taça de presente também!

IMG-2137

Pontos Positivos: A degustação, nem tanto pelos vinhos, mas o nosso guia nos explicou todas as etapas de como degustar da maneira mais completa e correta possível, como observar a cor, aromas, sabores, taninos e acidez, foi uma bela aula!

IMG-2142

Pontos Negativos: Não me apaixonei por nenhum dos vinhos que provamos, mas fora isso é um lugar que vale a pena ir.

Gosto de vinhos, não quero ir nas mais conhecidas e estou disposto a ir mais longe para conhecer uma ótima vinícola:

Undurraga

IMG-2243

Não é difícil de chegar, mas é mais longe! Logo que passamos pelo portão eu já me apaixonei pelo lugar. Assim que começamos o tour o guia (que era sensacional, engraçado e sabia tudo) me perguntou, qual vinícola você mais gostou? E eu falei: Daqui! E olha, ela realmente foi a minha segunda preferida!

O tour foi particular, só estava eu e meu marido e foi incrível. O lugar é excepcionalmente bonito, o jardim deles é uma coisa maravilhosa, há um mini museu de arte pré-colombina e é bem legal e enfim, tudo é lindo!

IMG-2251

Pontos Positivos: O legal desta vinícola é que você vê os vinhos. Como assim, Gabi? Nas outras eles explicam, ah aqui passa o vinho, ali envelhece, mas você não vê ele em si, sabe? Na Undurraga nós vimos os barris sendo completados com vinho, aquele aroma maravilhoso no ar. Também há uma boa explicação sobre a produção dos espumantes. Tem taça de presente, e ao contrário de todas as outras que visitamos, são quatro vinhos para degustar, nas outras vinícolas são sempre três tipos diferentes de uvas.

Pontos Negativos: Não é perto de Santiago, não tem restaurante ou qualquer lugar para comer perto.

Bônus: A loja deles tem preços atrativos para souvenir, compramos um termômetro de garrafa que estava pela metade do preço do que vimos na Cousiño Macul.

Vou para Valparaíso e Viña del Mar e queria conhecer alguma vinícola no caminho:

Indómita

IMG-0443

Pesquisando, vi que 99% dos blogs indicam a vinícola Emiliana no Vale Casablanca, mas por gostarmos bastante dos vinhos da Indómita optamos por conhecê-la e não nos arrependemos. Nesse dia alugamos um carro e seguimos rumo ao litoral do Chile, a viagem é super tranquila e a Indómita fica mais ou menos na metade do caminho. Fizemos o tour, almoçamos tranquilamente e seguimos nosso rumo.

IMG-0507

Pontos Positivos: Eu estou sendo repetitiva em falar que todos os lugares são maravilhosos? Tô sim, mas todos são mesmo! O diferencial da dessa é que a parte da produção do vinho e o restaurante ficam na parte de cima então a vista para as parreiras é absurdamente linda, admirar essa paisagem durante o almoço é um privilégio. O restaurante é bem gostoso, eu não amei meu prato, mas o do meu marido estava ótimo, o valor é alto, mas também vale a pena.

IMG-0422

Pontos Negativos: Apesar de bem rápido, o que eu achei ruim, o tour é bem completo. A guia era uma querida e mesmo a gente falando que não tinha problema com o espanhol ela fazia questão de traduzir algumas palavras para o português, mesmo sendo apenas nós dois brasileiros do grupo. Ou seja, nem tem ponto negativo hahahaha

Aprecio vinhos e quero conhecer uma vinícola com pequena produção e um tour 100% completo:

Aquitania

IMG-0515

Pra chegar lá fomos de metrô até uma parte do caminho e depois pegamos um uber, ela não é tão acessível porque fica bem perto da cordilheira e isso já tira o seu fôlego a primeira vista. Ela é a menor de todas as vinícolas e isso faz parte do seu charme. Se você só quiser ir em uma vinícola em Santiago eu recomendo que seja essa. A Bárbara é a melhor guia do mundo, ela realmente conhece cada etapa da produção de um vinho.

Pontos Positivos: Lembra que falei que na Undurraga nós vemos os vinhos? Aqui nós vemos tudo! Vinho, colagem do rótulo e até tivemos a experiência de colocar o lacre na garrafa. O tour é totalmente completo, como fomos no último do dia, a visita demorou quase 3 horas, a guia explicou tudo sem nenhum pressa e a degustação foi feita em uma bela sala com três ótimos vinhos.

Pontos Negativos: O único pesar que tive é essa vinícola não ser minha hahahhaha e faltou um restaurante para podermos ficar mais, mas fora isso, tudo perfeito!

IMG-0552

Ufaaaa e esse post imenso?! Sobre cada vinho degustado, uvas e processo de produção e envelhecimento de cada uma das vinícolas eu deixo vocês aprenderem por lá, só quis dar uma panorama geral e uma ajudinha para quem estiver em dúvida de qual vinícola escolher, por último duas considerações:

Vale saber: Agosto não é a melhor época para visitar a vinícolas já que as parreiras estão em fase de hibernação e parecem apenas galhos secos. Quem vê neve não vê uvas, porém é uma época agradável e tranquila.

Dicas: Mesmo se tiver calor leve alguma blusa porque nas caves que os vinhos envelhecem a temperatura não passa dos 14 graus em qualquer época do ano.

O valor da garrafas nas vinícolas são sempre mais altos que no mercado, então vale investir apenas nos vinhos que não são facilmente encontrados, por exemplo, os da Aquitania até mesmo em Santiago não é fácil encontrá-los, por isso compensa adquirir o vinho na própria vinícola.

Vinho no Boteco – Rubi Wine Bar

O Vinho no Boteco é um festival novo que acontece em restaurantes do dia 03 ao dia 13 agosto, a proposta é que os vinhos sejam vendidos a preço de importadora – em garrafa ou taça. Legal, né?

IMG-1863

Aproveitando a ocasião fui conhecer o Rubi Wine Bar (Alameda Jaú, 1595, Jardins), assim que entrei no lugar pensei, “por que nunca vim antes?” Ele é bem decorado, tudo na temática do vinho, mas sem cair no brega, e bem romântico.

IMG-1858

A carta de vinhos não é tão extensa, mas há boas opções. Pedimos um argentino La Linda, um bom malbec que está no festival por R$63,70. O cardápio é ótimo, tem diversos tipos de entradas e pratos, achei os valores bem ok.

Nós pedimos uma panelinha de alheira, que é um embutido frito e delicioso, harmonizou bem com o vinho escolhido.

IMG-1867

No site do Festival há a lista dos restaurantes e vinhos participantes com os valores das garrafas, eu achei uma ótima iniciativa, bons vinhos e bons preços para acompanhar esses dias frios em São Paulo.

Sancho: O espanhol que parece caro mas cabe do bolso

O Sancho Bar y Tapas não passa despercebido no meio do fervo da rua Augusta, no 1415. Sempre lotado, eu tinha a impressão de ser um restaurante extremamente caro e sofisticado, engano meu.

IMG-1314
Não se enganem, só está vazio porque era bem cedo, sempre há filas de espera

O ambiente é bem escuro (eu não ligo) e muito, muito barulhento (ligo muito!) , as mesas no fundo, sentido banheiro são as melhores opções para quem quer ter conversa tranquila. Os vinhos começam a partir de 70 reais, o chopp da casa é 8 e vem bem gelado.

IMG-1318

Há uma ilha com tapas para quem quiser se servir, acho que não compensa! As pizzas (chamadas de Cocas) são ótimas para dividir e tem um preço bem atrativo. Outra opção que gostei muito foi o lanche de frango com pimentões vermelhos e guacamole (bocadillos). É um bom lugar para beber e petiscar com os amigos!

IMG-1324

 

Bons vinhos, bons preços e ótimas comidas

Eu vi uma recomendação do Canaille, R. Cristiano Viana, 390,  há tempos atrás, a proposta do restaurante é: uma ótima carta de vinhos com bom preço. E isso realmente acontece, a garrafa que pedimos foi cerca de 55 reais, um  cabernet chileno maravilhoso. A cozinha também é um destaque, pedimos uma tábua de embutidos que foi maravilhosa e o pão de alho da casa é imperdível.

IMG-1336

Nossa conta deu um pouco mais de 100 reais, o que eu considero sensacional por um lugar bonito, aconchegante (há cobertores para a parte externa) e também muito romântico.

IMG-1338

É melhor reservar uma mesa pelo Restorando, na primeira vez que fomos estava bem cheio. Gostamos tanto de lá e estivemos em duas semanas seguidas! Da segunda vez pedi um hambúrguer e estava divino!

IMG-1444

Escrevendo essa resenha me deu vontade de voltar hoje mesmo…

IMG-1340