Bom dia, Verônica – Para Ler e Assistir

Se você mora na Terra, provavelmente ouviu falar do lançamento da Netflix Bom dia, Verônica.

Baseada (pouco, na minha opinião) no livro homônimo de Raphael Montes, já habitué deste blog, e Ilana Maravilhosa Casoy.

A história é encabeçada pela personagem título vivida pela atriz Tainá Müller, uma escrivã da Delegacia de Homicídios em São Paulo que acaba se envolvendo em duas grandes investigações sobre crimes em que as mulheres são as vítimas.

Sem dúvida nenhuma a série é uma das melhores produções nacionais da plataforma. O elenco Tainá Muller, Camila Morgado e Du Moscovis não decepciona. Aliás, a atuação da Camila Morgado é simplesmente perfeita!

A história prende do começo ao fim, vimos em 2 dias. Esperem cenas de embrulhar o estômago, revolta e mistério.

Mas, você também deve ler o livro…

Vou explicar!

Minha visão como telespectadora/leitora da obra foi totalmente diferente do meu marido, por exemplo.

Ele amou a série, ficou intrigado, achou a história perfeita, gostou do final. Eu, que corri pra ler o livro antes da série, fiquei um tanto quanto decepcionada.

A Verônica do livro é uma potência. Ela é sensual, sexual, decidida, firme. Não vi isso na personagem da Netflix, não pela Tainá, mas por todo contexto dela, isso achei bem triste.

E a trama sobre o cara que enganava mulheres na internet ficou um pouco jogada no meio da série. No livro, o desdobramento dessa história é surpreendente e bem inteligente. Talvez por envolver necrofilia poderia ser pesado pra TV, mas a história merecia mais atenção.

Eu sou fã do trabalho do Raphael Montes, mas essa parceria com a Ilana só refinou ainda mais o estilo de escrita. Bom dia, Verônica é sem dúvida, o melhor livro nacional que li nos últimos tempos!

E para uma experiência melhor, recomendo ler após assistir a série, menos decepções.

Já que eu estou aqui mesmo, vamos de dicas?

Podcasts – True Crime

Eu sigo no ritmo de quarentena, trancados em casa, cheios de saúde e tédio.

Sigo apaixonada por Podcast, como o livro/série é sobre crimes vou seguir no tema:

  • Modus Operandi – Meu preferido! Gosto dos temas, a postura das apresentadoras Carol Moreira e Mabê é ótima, séria na medida certa. Elas fazem uma boa pesquisa sobre os assuntos abordados.
  • Que Crime Foi Esse? – Vários episódios com crimes nacionais é o grande diferencial desse pod. Eu canso um pouco do tom divertido que elas levam cada episódio, mas isso já é previamente avisado.
  • Café, Crime e Chocolate – Recomendo MUITO o episódio Caso Família Watts, é melhor que o documentário do mesmo crime que tem na Netflix
  • Fábrica de Crimes – Gosto muito, é quinzenal, infelizmente! A pesquisa e apresentação dos casos são vem completas e com casos bem conhecidos.

Espero voltar em breve dessa vez 🙂

Dois livros e alguns podcasts

Saudade de indicar livros por aqui ❤

Tive um lesão na córnea e fiquei uns tempos evitando celular, computador, TV, Kindle e tudo mais, então dei uma diminuída nas leituras, me apeguei aos podcasts e vim indicar os dois aqui.

Um Lugar Bem Longe Daqui

Por anos, boatos sobre Kya Clark, a “Menina do Brejo”, assombraram Barkley Cove, uma calma cidade costeira da Carolina do Norte. Ela, no entanto, não é o que todos dizem. Sensata e inteligente, Kya sobreviveu por anos sozinha no pântano que chama de lar, tendo as gaivotas como amigas e a areia como professora. Abandonada pela mãe, que não conseguiu suportar o marido abusivo e alcoólatra, e depois pelos irmãos, a menina viveu algum tempo na companhia negligente e por vezes brutal do pai, que acabou também por deixá-la.

Anos depois, quando dois jovens da cidade ficam intrigados com sua beleza selvagem, Kya se permite experimentar uma nova vida — até que o impensável acontece e um deles é encontrado morto.

Ao mesmo tempo uma ode à natureza, um emocionante romance de formação e uma surpreendente história de mistério, Um lugar bem longe daqui relembra que somos moldados pela criança que fomos um dia e que estamos todos sujeitos à beleza e à violência dos segredos que a natureza guarda.

Na Bienal Rio ele estava sendo anunciado como o livro mais emocionante do ano. Não sei se posso afirmar isso, mas eu senti o brejo, vivi a solidão da Kya e suas descobertas.

A obra se passa entre os anos 60 e 70, mas aborda temas como o abandono parental, o preconceito racial e a pobreza, bem conectada a assuntos contemporâneos. 

A trama tem um reviravolta e o final é surpreendente, mas nem precisava. Um Lugar Bem Longe Daqui já tinha me conquistado logo no início.

Nove Desconhecidos

Nove pessoas se reúnem em um spa bem distante da cidade. A quilômetros da civilização, sem carro nem celulares, elas não têm qualquer contato com o mundo exterior. Apenas tempo para pensarem em si mesmas e se conhecerem melhor. Algumas estão lá para perder peso, algumas para tentar recomeçar a vida, outras por razões inconfessáveis até para elas mesmas. No meio de tanto luxo e mimo, sucos e meditação, todos sabem que vão precisar se esforçar nos próximos dez dias. Mas ninguém é capaz de imaginar o tamanho do desafio.

Frances Welty, escritora de romances best-sellers, chega à Tranquillum House com um problema nas costas, um coração partido e um corte no dedo extremamente dolorido. Ela logo fica intrigada com os colegas de retiro — a maioria não parece precisar de fato de um spa. Mas quem mais a deixa curiosa é a diretora. Será que ela tem as respostas que Frances nem sabia que estava procurando? Será que Frances deve colocar suas dúvidas de lado e mergulhar em tudo que o spa tem a oferecer? Ou é melhor fugir enquanto é tempo?

Não demora muito para que todos os hóspedes estejam se fazendo esta pergunta.

O que a Liane escrever eu vou ler e defender sempre, ponto.

Mas esse livro é totalmente diferente dos outros dela e de tudo que eu li. Casa capítulo é um das 9 pessoas que narra, isso já é bem incrível!

O livro tem partes hilárias, comocionantes e cada personagem é muito bem construído, como tudo que ela escreve.

Eu amei do começo ao fim. Leiam 🙂

PODCASTS

Esse gênero demorou pra me conquistar, não sabia nem por onde começar, mas a tive indicações maravilhosas, da minha amiga (também maravilhosa) Ligia e compartilho com vocês meus preferidos:

  • Café da Manhã – Um tema por dia, menos de meia hora e um ótimo jeito de começar o dia informado. Amo a Magê Flores ❤
  • Mamilos – O melhor podcast, melhores temas, melhores convidados. O Mamilos é nada menos que essencial na vida das pessoas, aliás ele muda a vida;
  • Foro de Teresina – Necessário para viver 2019;
  • Projeto Piloto – Eu já admirava a Thais Farage e a Lu Ferreira, o PP veio para coroar isso. Temas variados, bom humor e boa informação;
  • É nóia minha? – Divertidíssimo, a Camila Fremder é ótima, os assuntos são leves, é uma hora que nem vejo passar;
  • Debates inúteis – O nome já diz tudo e eu dou risada alto escutando esse trio

Espero que gostem das indicações!